domingo, 9 de março de 2014

Trombocitopenia Imune Primária - PTI

Introdução:
Nesta década de existência, a ABRALE tem por missão oferecer suporte aos pacientes de leucemia, linfoma, mieloma múltiplo e mielodisplasia de todo o Brasil.

Nos últimos anos a Associação passou a ter uma nova demanda com foco nas doenças mieloproliferativas, dentre elas a PTI – trombocitopenia imune primária ou púrpura trombocitopênica idiopática (ou imunilógica), doença que atinge pequena parcela da população, mas que pode surgir em qualquer pessoa. 
Mas para entender a PTI, primeiramente é muito importante compreender a definição de cada termo que constitui o nome: púrpura refere-se às manchas roxas que surgem na pele devido à hemorragia local; trombocitopênica indica que a doença está relacionada com o baixo nível de trombócitos, também conhecidos como plaquetas (células responsáveis pela coagulação do sangue) e imune significa que a doença é causada pelo sistema imune do indivíduo, este responsável por defender o organismo contra infecções.
A PTI, doença autoimune, é definida pela contagem de plaquetas inferior aos valores normais. O número referente de plaquetas em um indivíduo é 150.000/mm³. Ainda assim, a variação entre 80.000/mm³ a 100.000/mm³ é considerada satisfatória para estancar um sangramento em pessoas sem nenhum tipo de alteração em seu organismo.
Porém, para as pessoas que apresentam plaquetas inferiores a esses valores, é necessária investigação, pois correm alto risco de hemorragia espontânea e grave. 

obs. conteúdo meramente informativo consulte seu médico
abs,
Carla
extraído:http://www.abrale.org.br/pagina/trombocitopenia-imune-primaria-pti



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla