Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

DIETA DEVE SER BAIXA EM CARBOIDRATOS, E NÃO SEM CARBOIDRATOS

frango-grelhadoUm novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Michigan descobriu que para aqueles que tem diabetes tipo 2, comer três refeições de baixo carboidrato dentro de 24 horas reduziu a resistência à insulina em mais de 30 por cento. Eles também demonstraram que as refeições de alto carboidrato sustentaram a resistência à insulina, o que é a causa da pré-diabetes e diabetes de tipo 2 .

A pesquisador Katarina Borer e equipe, avaliou o envolvimento dos carboidratos na dieta quando administrado após o exercício. Eles inscreveram 32 mulheres pós-menopáusicas com peso saudável e metabolicamente saudáveis. As mulheres foram divididas em quatro grupos e consumiram refeições de 30 ou 60 por cento de carboidratos, com ou sem exercício de intensidade moderada de antemão. 
As refeições de baixo e alto carboidrato possuíam as mesmas contagens de calorias. Os resultados mostraram que no grupo de baixo carb, houve uma redução na resistência à insulina após a terceira refeição à noite, enquanto que, no grupo de alto carb, a alta resistência à insulina foi mantida após a refeição. Segundo ela, a refeição de alto carboidrato estava de acordo com a ingestão diária de carboidratos recomendada (45-a-65 por cento) segundo orientações dietéticas nos EUA.
Este estudo mostrou haver uma redução aguda na resistência à insulina em um dia apenas, após a terceira refeição de baixo carboidrato à noite. As pessoas podem achar que este resultado foi transitório e insignificante, mas, paralelamente, haviam dois outros estudos em que os voluntários foram alimentados com refeições ricas em carboidratos por 5 e por 14 dias, e os resultados foram preocupantes.
Estes indivíduos desenvolveram um aumento da secreção de insulina em jejum e resistência à insulina, aumento da liberação de glicose pelo fígado que produziu um nível de açúcar elevado no sangue, e baixaram drasticamente a oxidação de gordura, o que contribui para a obesidade, sendo que todos estes sintomas coletivamente poderiam ser um caminho para a pré-diabetes e diabetes .
Na forma natural, os carboidratos são principalmente complexos e fibrosos, como os carboidratos encontrados em cereais integrais e leguminosas como feijão, lentilha e ervilha. Ou eles podem ser menos complexos, tais como aqueles encontrados no leite e frutas. 
Os carboidratos refinados geralmente conhecidos como carboidratos simples, são adicionados aos alimentos processados sob a forma de farinha ou açúcar. Exemplos de alimentos que contêm carboidratos simples são pães brancos e massas, biscoitos, bolos, doces, refrigerantes açucarados e bebidas. A remissão da pré-diabetes tem sido visto ocorrer quando se faz uma dieta rica em proteínas, em comparação com uma dieta rica em carboidratos, e esta estratégia pode também ser utilizada para adequar o peso e a gestão da diabetes.
A dieta indiana é predominantemente rica em carboidratos, por isso não é possível alterar o padrão de dieta por completo, mas a adição de mais fibra na forma de saladas verdes e folhas vegetais e usar carboidratos complexos, ajuda a reduzir o índice glicêmico da dieta e, portanto, leva a uma bom controle da glicemia e redução da resistência à insulina.
Os pacientes definitivamente necessitam restringir o uso de carboidratos refinados. À noite, a resistência à insulina pós-prandial foi mostrada diminuir em mais de 30% após três refeições de quem limitava a ingestão diária de carboidratos, um efeito que era independente de exercício pré-refeição.
Os pacientes com diabetes ou aqueles preocupados com a obesidade também são aconselhados a fazer as suas refeições na hora certa, para não perder nenhuma delas, e não se alimentar em qualquer hora do dia. 
Mas se você já é diabético, a mudança para dieta de baixo carboidrato não só ajuda a reduzir o peso, como também faz melhorar a sua resistência à insulina. Além disso, você deve seguir um estilo de vida ativo e tomar os medicamentos na forma prescrita pelo seu médico. Tudo isso irá tornar a sua vida mais saudável e feliz.

Referência:
  1. https://www.diabetes.co.uk/lowcarb/
Dra. Pramila Kalra, MD, MS, Professora de Endocrinologia, MS Ramaiah Medical College e Hospitais, Bengaluru.
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla