Será Natal???

Ei, você, aonde vai com tanta pressa?
Eu sei que você tem pouco tempo...
Mas, será que poderia me dar uns minutos da sua
atenção?
Percebo que há muita gente nas ruas, correndo como você. Há uma correria generalizada...
Entendo que você tenha pouco tempo.
Percebo, também, luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores...
Mas, confesso que vejo pouco brilho nos olhares...
Poucos sorrisos afáveis, pouca paciência para uma conversa fraternal...
É bonito ver luzes, cores, fartura...
Mas seria tão belo ver sorrisos francos...
Apertos de mãos demorados...
Abraços de ternura...
Mais gratidão...
Mais carinho...
Mais compaixão...
Que familiares e pessoas que  se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação se reconciliem.
Mas, porque você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo, gostaria de lhe perguntar novamente: Para que tanta correria?
Em meio à agitação, sentado no meio-fio, um mendigo, ébrio, grita bem alto: Viva Jesus. Feliz Natal!
E os sóbrios comentam: É louco!
E a cidade se prepara... Será Natal.
Mas, para você que ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal, ouso dizer:
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.
O Natal é a expressão da caridade...
Natal é fraternidade...
Mas o Natal também é união...
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...
Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal...
E, finalmente, o Natal é pura expressão de amor...
Gratidão!!!
abs.fraternos
Carla




sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Novas luzes sobre perda de capacidade de regeneração pulmonar associada à DPOC

Quarta, 28 de Dezembro de 2016
http://cdn.bancodasaude.com/press/Fonte de imagem: TVSANTA
Cientistas alemães lançaram novas hipóteses relativamente aos mecanismos subjacentes à perda de capacidade de reabilitação pulmonar em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), revela um estudo publicado no “Journal of Experimental Medicine”.
A DPOC começa normalmente por se manifestar através de tosse crónica e, devido ao estreitamento das vias aéreas, progride frequentemente para enfisema pulmonar. Esta condição conduz a uma expansão e danificação irreversível dos alvéolos pulmonares.
De acordo com a notícia divulgada na página da Internet do HelmholtzZentrum München, os cientistas deste centro de investigação alemão de Munique dedicado à saúde ambiental, em conjunto com o Centro Alemão para a Investigação Pulmonar (DZL, sigla alemã), acreditam que a produção excessiva da molécula Wnt5a é responsável pela interrupção da via sinalização Wnt/beta-catenina, que se encontra envolvida na reparação das células pulmonares.
“A nossa hipótese de partida era que a relação entre os diferentes mensageiros Wnt não se encontrava equilibrada na DPOC”, revela Hoeke Baarsma, primeiro autor do estudo. Como tal, os investigadores procuraram identificar possíveis sinais de interferência e descobriram que, tanto no modelo pré-clínico como no tecido dos pacientes, a molécula Wnt5a se encontrava aumentada e ocorria numa forma alterada. De acordo com os cientistas, os estímulos que normalmente provocam uma reação na DPOC, como o fumo de cigarro, conduzem também ao aumento da produção da Wnt5a e à consequente alteração no mecanismo de reparação pulmonar.
Seguidamente, os cientistas, liderados por Melanie Königshoff, identificaram a origem da alteração da sinalização: “Esta é produzida por determinadas células no tecido conjuntivo, os denominados fibroblastos”, revela Baarsma.
Quando as células epiteliais pulmonares foram tratadas com a Wnt5a derivada de fibroblastos, as células perderam a sua capacidade de regeneração. No entanto, quando os cientistas utilizaram anticorpos para atacar a Wnt5a em dois modelos experimentais, foram capazes de abrandar a destruição das células pulmonares e manter melhor a função pulmonar.
De acordo com Königshoff estes resultados demonstram que a sinalização Wnt/beta-catenina é interrompida pelo ligando Wnt5a. “Este é um mecanismo completamente novo em associação com a DPOC e poderá conduzir a novas abordagens terapêuticas, que são urgentemente necessárias para o tratamento”, explica a cientista.
obs. conteúdo meramente informativo procure seu médico
abs
Carla
http://www.bancodasaude.com/noticias/novas-luzes-sobre-perda-de-capacidade-de-regeneracao-pulmonar-associada-a-dpoc/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vc é muito importante para mim, gostaria muito de saber quem é vc, e sua opinião sobre o meu blog,
bjs, Carla